NTERVENÇÃO DE ABERTURA DO ENCONTRO INTERPROVINCIAL DOS SECRETARIADOS EXECUTIVOS DOS ORGANISMOS INTERMÉDIOS DO MPLA DA REGIÃO SUL PROFERIDA PELA CAMARADA LUÍSA DAMIÃO, VICE-PRESIDENTE DO MPLA, CUNENE 30 DE JULHO DE 2021

CAMARADA PAULO POMBOLO, SECRETÁRIO-GERAL DO MPLA;
CAMARADAS MEMBROS DO SECRETARIADO DO BUREAU POLÍTICO;
CAMARADA GERDINA DIDALELWA, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA, PRIMEIRA SECRETÁRIA E GOVERNADORA PROVINCIAL DO CUNENE;
CAMARADA JÚLIO BESSA, MEMBRO DO BUREAU POLÍTICO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA E PRIMEIRO SECRETÁRIO DO COMITÉ PROVINCIAL DO PARTIDO NO CUANDO CUBANGO;
CAMARADA ARCHER MANGUEIRA, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA E PRIMEIRO SECRETÁRIO DO COMITÉ PROVINCIAL DO PARTIDO NO NAMIBE; 
CAMARADA NUNO MAHAPI DALA, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA E PRIMEIRO SECRETÁRIO DO COMITÉ PROVINCIAL DO PARTIDO NA HUILA;
CAMARADAS MEMBROS DOS SECRETARIADOS DAS COMISSÕES EXECUTIVAS DO MPLA DAS PROVÍNCIAS DO CUNENE, CUANDO CUBANGO, HUILA E NAMIBE;
CAMARADAS SECRETÁRIAS PROVINCIAIS DA OMA E PRIMEIROS SECRETÁRIOS DA JMPLA; 
CAROS CAMARADAS;
INTERVENÇÃO DE ABERTURA DO ENCONTRO INTERPROVINCIAL DOS SECRETARIADOS EXECUTIVOS DOS ORGANISMOS INTERMÉDIOS DO MPLA DA REGIÃO SUL PROFERIDA PELA CAMARADA LUÍSA DAMIÃO, VICE-PRESIDENTE DO MPLA, CUNENE 30 DE JULHO DE 2021
CAMARADA PAULO POMBOLO, SECRETÁRIO-GERAL DO MPLA;
CAMARADAS MEMBROS DO SECRETARIADO DO BUREAU POLÍTICO;
CAMARADA GERDINA DIDALELWA, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA, PRIMEIRA SECRETÁRIA E GOVERNADORA PROVINCIAL DO CUNENE;
CAMARADA JÚLIO BESSA, MEMBRO DO BUREAU POLÍTICO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA E PRIMEIRO SECRETÁRIO DO COMITÉ PROVINCIAL DO PARTIDO NO CUANDO CUBANGO;
CAMARADA ARCHER MANGUEIRA, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA E PRIMEIRO SECRETÁRIO DO COMITÉ PROVINCIAL DO PARTIDO NO NAMIBE; 
CAMARADA NUNO MAHAPI DALA, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA E PRIMEIRO SECRETÁRIO DO COMITÉ PROVINCIAL DO PARTIDO NA HUILA;
CAMARADAS MEMBROS DOS SECRETARIADOS DAS COMISSÕES EXECUTIVAS DO MPLA DAS PROVÍNCIAS DO CUNENE, CUANDO CUBANGO, HUILA E NAMIBE;
CAMARADAS SECRETÁRIAS PROVINCIAIS DA OMA E PRIMEIROS SECRETÁRIOS DA JMPLA; 
CAROS CAMARADAS;
É com agradável satisfação que tenho a honra de transmitir-vos em nome do Camarada Presidente João Lourenço, efusivas e calorosas saudações neste magno Encontro Interprovincial que decorre na cidade de Ondjiva, Província heroica do Cunene.
Os nossos agradecimentos a Camarada Gerdina Didalelwa, Primeira Secretária do nosso Partido, por ter criado todas as condições para a realização deste nosso encontro, observando todas as medidas de biossegurança contra a COVID-19. 
Reunimos hoje, parte da família alargada do nosso Partido, numa das fortíssimas praças eleitorais sempre leiais e favoráveis ao nosso glorioso MPLA, para continuarmos a intensificar as acções constantes da nossa agenda política e colocar em prática as orientações do nosso líder, o Camarada Presidente João Lourenço. 
ESTIMADOS CAMARADAS;
O nosso encontro tem lugar a escassos dias da visita do Presidente da República, Camarada João Lourenço a província do Cunene onde avaliou os projectos de combate aos efeitos da seca.
Neste sentido, congratulamo-nos com a contínua implementação de medidas estruturantes do executivo no sentido de resolver o problema da água e da situação de escassez de alimentos, derivados da seca e enaltecemos também a onda de solidariedade, humanismo e espírito de altruísmo que caracterizam os cidadãos angolanos.
CAROS CAMARADAS;
Acompanhamos de perto o trabalho político-partidário que está a ser realizado pelo MPLA e as suas organizações sociais nas Províncias do Cunene, Cuando Cubango, Huíla e Namibe no sentido de assegurar cada vez mais, a nossa vitória, pelo que, aproveitamos encorajar e orientar os camaradas a intensificarem o trabalho, sempre com muita entrega, criatividade e inovação que os novos tempos recomendam.  
O MPLA tem a experiência, a força necessária e o antídoto para lidar com qualquer frente. Estamos prontos para os desafios políticos. Somos um Partido organizado da base ao topo e estamos em todos os lugares.
Somos um Partido forte que se adapta rapidamente aos contextos. Um Partido comprometido com o povo e que conta com a determinação e resiliência dos militantes, amigos e simpatizantes do MPLA.  
Estamos conscientes dos desafios que temos pela frente e da necessidade de continuarmos a trabalhar para realizar os anseios e aspirações dos angolanos.
ESTIMADOS CAMARADAS;
A Constituição da República de Angola confere-nos o direito de liberdade de expressão, mas devemos faze-lo com responsabilidade, respeito e patriotismo. Não precisamos de optar por inverdades eivadas de falácias e autovitimização proferindo afirmações que demonstram ignorância e desrespeito pelas instituições. 
Num claro desespero ou ânsia desmedida pelo poder certos adversários esquecem-se que este deve ser legitimado por vontade soberana do povo.
Não é com inverdades que se conquista o poder e muito menos manchando o país além-fronteiras. O povo angolano está atento, acompanha e aplaude as reformas políticas, económicas e sociais lideradas pelo Camarada Presidente João Lourenço e em 2022 saberá fazer a sua escolha.
É consabido que no contexto pandémico que vivemos em Angola e, pelo mundo à dentro são raros os exemplos de economias que alcançaram marcos satisfatórios em termos de crescimento, e não ter em conta este facto é sinónimo de ignorância pura dos mais elementares princípios de mercado.
CAROS CAMARADAS; 
A democratização da Sociedade angolana tem passado nos últimos tempos pela ampliação do espaço de intervenção, expressão e manifestação de opiniões, sendo inegável que, é hoje um dos principais ganhos, reconhecidos reiteradas vezes por organismos internacionais, contudo, a ampliação das liberdades implica maior responsabilidade e responsabilização. 
Este vértice é por conveniência ignorado em profunda manipulação da opinião pública nacional e internacional.
A concertação social encontra um espaço privilegiado no modelo de governação actual, disso são exemplos, os diferentes encontros de auscultação e concertação com categorias profissionais, juvenis e religiosas, sob a égide do Executivo considerando sempre o mérito das questões e em relação ao contexto.
Por outro lado, o Parlamento tem sido um verdadeiro santuário da democracia e palco para ouvir vários actores sobretudo quando se trata de matérias de interesse nacional e onde a tradição de consensos tem sido uma realidade. Recentemente foi feito este exercício em sede de discussão da reforma parcial da Constituição.
Ignorar esta realidade e criar factos em torno disto, pode demostrar uma profunda dissonância cognitiva e capacidade racional limitada.
ESTIMADOS CAMARADAS;
O MPLA tem assumido a dianteira e vai ao encontro dos diferentes extratos da sociedade, ao mesmo tempo que lança uma ampla campanha nacional de modos a suscitar contributos em torno de qualquer iniciativa política sua, na lógica de uma "governação de proximidade, com e para o povo”.  
O MPLA vai continuar a primar pelo diálogo franco e aberto e a consolidar os ganhos da democracia. 
Enquanto os nossos adversários estão apenas focados no alcance do poder a qualquer preço, nós devemos fazer bem o nosso trabalho, vivendo os problemas dos cidadãos e construindo com eles as soluções para a resolução das suas principais preocupações.
Precisamos igualmente, de continuar a manter as nossas estruturas cada vez mais fortes para os desafios que se colocam ao MPLA e juntarmos as sinergias necessárias, a favor das reformas que estão a ser levadas a cabo pelo Executivo liderado pelo Camarada Presidente João Lourenço. 
Desejo que este encontro interprovincial da região sul, possa contribuir para um maior rigor organizacional e fortalecimento do nosso trabalho político, rumo a vitória em 2022 para continuarmos a materializar os legítimos anseios e aspirações do Povo angolano.  
A força do MPLA reside no povo e para este, o MPLA continua a ser a certeza do presente e do futuro. 
Com essas palavras, declaro aberto o Encontro Interprovincial. 
Muito obrigada pela vossa especial atenção.
Voltar