INTERVENÇÃO PROFERIDA PELA CAMARADA LUÍSA DAMIÃO, VICE-PRESIDENTE DO MPLA, NO ACTO POLÍTICO DE MASSAS DO PARTIDO, LUANDA 14 DE AGOSTO DE 2021

Começo por endereçar-vos um abraço fraterno do nosso Líder, o Camarada Presidente João Lourenço. Para quem ainda tinha dúvidas, a força do MPLA reside no povo, e está aqui o povo a dizer Sim Camarada Presidente João Lourenço e Sim ao MPLA.
Camarada Paulo Pombolo, Secretário-Geral do MPLA;
Camaradas Membros do Secretariado do Bureau Político;
Camarada Bento Bento, Membro do Bureau Político do Comité Central, Primeiro Secretário do Comité Provincial do Partido em Luanda e nosso dirigente 3D;
Camarada Joana Tomás Martins, Secretária-geral da OMA;
Camarada Virgílio de Fontes Pereira, membro do Secretariado do Bureau Político e Presidente do Grupo Parlamentar do MPLA;
Camarada Crispiniano dos Santos, 1º Secretário Nacional da JMPLA;
Camaradas Directores do Comité Central;
Camaradas Membros do Secretariado e da Comissão Executiva do Comité Provincial de Luanda; 
Camaradas Membros do Secretariado e da Comissão Executiva dos Comités Municipais do glorioso MPLA;
Camaradas Militantes, amigos e Simpatizantes do MPLA;
Começo por endereçar-vos um abraço fraterno do nosso Líder, o Camarada Presidente João Lourenço. Para quem ainda tinha dúvidas, a força do MPLA reside no povo, e está aqui o povo a dizer Sim Camarada Presidente João Lourenço e Sim ao MPLA.
Há kixikila de militantes aqui? Nós não precisamos de fazer kixikila de militantes. Porque nós somos milhões, e contra milhões ninguém combate e quem tentar será vencido.   
Município de Luanda está presente? Quero ouvir o barulho do município de Luanda. Cacuaco está presente? Cazenga está presente? E onde está Viana? E o Kilamba Kiaxe? Icolo e Bengo? Quissama? Talatona? Município de Belas?
Só estão os municípios da província de Luanda. Aqui está a força do MPLA, a força que vem dizer sim ao Camarada Presidente João Lourenço.
Caros camaradas; 
Nós tivemos a grata oportunidade de trabalhar durante três dias na província de Luanda e sentimos o pulsar, a força e a vitalidade do MPLA em Luanda. E uma imagem substitui mil palavras. Aqui está a imagem, aqui está a força da província de Luanda. 
Tivemos a mesma sensação em várias províncias onde nós trabalhamos. Saímos dos encontros realizados a nível das regiões e na província de Luanda mais fortalecidos e com o renovar da confiança e o sentimento de que em conjunto é possível resolvermos os problemas, encontrando soluções inovadoras que alimentam a nossa esperança e a certeza de um futuro melhor.
O MPLA está comprometido com Angola e  com os angolanos.
As nossas jornadas políticas pelo país revelaram que o MPLA está fortemente preparado para conquistar o voto de confiança do povo angolano, no próximo pleito eleitoral.
Nós encontramos em todo o país militantes galvanizados que reafirmaram o apoio ao nosso líder, o Camarada Presidente João Lourenço, apoiam as reformas políticas, económicas e sociais que estão a ser lideradas pelo Camarada Presidente João Lourenço. 
Falamos com militantes engajados no processo orgânico, que caminha a passos largos para a realização das conferências comunais, distritais, municipais e provinciais, que vai culminar com a nossa grande festa, o VIII Congresso do nosso Partido, que vai reafirmar a liderança do Camarada Presidente João Lourenço.
Fizemos também apelos para que no quadro do nosso processo orgânico sejam eleitos militantes  comprometidos, militantes disciplinados, com bom perfil e boa conduta para vencermos os desafios do presente e do futuro.
Estimados camaradas;
Continuemos a olear a nossa máquina para que ela esteja pronta para os desafios que se avizinham.
Devemos, com espírito inovador e inteligência estratégica, implementar as acções constantes na agenda política do nosso Partido. 
Devemos manter a vigilância com aqueles que promovem expedientes de instabilidade política e social. Com aqueles que apostam na disseminação de falsas ilusões, vendem sonhos, instigam a população face ao momento que o país está a atravessar, em vez de trazerem ideias construtivas.
Mas o povo está atento, o povo sabe que quem nunca governou não vai trazer nada de novo para os angolanos. O povo sabe que o MPLA está comprometido com Angola e com os angolanos.
O MPLA é um Partido que assume as suas responsabilidades e vai continuar a manter a sua postura democrática, a sua forma de ser e de estar, vai continuar aberto ao diálogo, mas o diálogo faz-se com respeito, o diálogo faz-se com seriedade, por isso mesmo, o nosso Partido é o Partido melhor preparado para dar soluções aos problemas dos angolanos.
O MPLA sempre demonstrou que o foco da acção governativa é o povo, assim como é o ponto de partida e de chegada de toda a acção político-partidária.
Estejamos sempre concentrados e focados no nosso trabalho político e no firme apoio ao Camarada Presidente João Lourenço. Tenhamos sempre o nosso foco na unidade, na coesão em torno dos objectivos supremos, sob a liderança do Camarada Presidente João Lourenço. E quando eles assustarem! Já está.
O MPLA é um Partido de milhões e conta com a inteligência de todos os seus militantes. Conta com a força e vitalidade das mulheres e conta com o talento da juventude para fazer de Angola um bom país para se viver.   
Estimados camaradas;
Há um enorme trabalho que está a ser feito pelo Executivo liderado pelo Camarada Presidente João Lourenço, para alterar o quadro social, económico e financeiro do país, mas isso requer a contribuição de todos tal como nos momentos mais difíceis da nossa história, nós sabemos ultrapassar todos os obstáculos. 
Ficou provado ao longo das etapas da nossa história, que diante de situações adversas nos tornamos mais fortes, fruto da nossa capacidade de resiliência e determinação, factores fundamentais que vão nos fazer, sem dúvidas, ultrapassar todos os obstáculos.
A força e determinação do MPLA emana do heroísmo do povo angolano. Ao longo dos seus 64 anos de lutas e de vitórias, o MPLA andou de mãos dadas com o povo angolano.
Nós estamos confiantes que sob a liderança firme e determinada do Camarada Presidente João Lourenço, o MPLA vai conduzir com êxito o processo de estabilização da economia nacional e vai continuar a realizar os anseios e aspirações dos angolanos.
Precisamos, por isso, continuar a apoiar e a encorajar o nosso Líder, o Camarada Presidente João Lourenço, a prosseguir com os esforços para que em Luanda e em todo o país, se continue a trabalhar arduamente no sentido da melhoria das condições de vida das nossas populações, com o apoio indispensável do sector empresarial público e privado.
Temos empresários e empreendedores engajados e estão dispostos a contribuir para o alavancar da economia do nosso país, para ajudar a fomentar cada vez mais o emprego para os nossos jovens, para ajudar as mulheres a abraçarem o empreendedorismo e, consequentemente, melhorar a vida das famílias angolanas.
Todos somos poucos para ultrapassarmos a crise agravada pelo impacto da pandemia da Covid -19.
Caros camaradas;
A nível dos municípios, está em execução o Plano Integrado de Intervenção nos Municípios, o PIIM, que o Camarada Presidente João Lourenço orientou que se implementasse nos 164 municípios de Angola, para melhorar a construção de infraestruturas económicas e sociais que vão, sem dúvidas, melhorar também as condições nas comunidades.
Neste sentido, caros camaradas, cada um de vocês deve ser um fiscal do PIIM, cada um de vocês deve escrutinar a execução do PIIM e participar na avaliação dos seus resultados.
Estimados camaradas;
O MPLA é, não só o maior Partido de Angola, mas a força política melhor preparada e organizada para lidar com os problemas da Nação à luz dos novos desafios, tendo sempre presente os mais legítimos anseios e aspirações do povo angolano.
Somos um Partido do povo que durante a sua trajectória de lutas e vitórias tem estado com os angolanos nos bons e maus momentos. 
Nós, os angolanos, estamos confiantes que vamos vencer os desafios do presente e do futuro, porque temos experiência e acreditamos na força dos nossos ideais.
Nós conquistamos a independência nacional e a paz e estamos determinados na consolidação da reconciliação nacional, no fortalecimento da democracia e venceremos juntos os desafios do crescimento e desenvolvimento económico do nosso País.
Estimados camaradas;
As estruturas do nosso Partido devem continuar a observar um elevado nível de coesão e unidade no pensamento e na acção, cumprindo com rigor todas as tarefas que são orientadas pelo Camarada Presidente João Lourenço, que nos recomenda que para além da nossa organização interna, devemos estreitar o diálogo construtivo e aberto com a sociedade civil angolana.
E é o que temos estado a fazer um pouco por todo o país. Nós somos um Partido aberto ao diálogo para juntos darmos soluções às grandes questões de interesse nacional.
Gostaria de dirigir uma palavra às nossas organizações sociais que devem continuar com o diálogo e a proximidade com os seus públicos. A OMA deve continuar a ser a grande defensora dos ideais e aspirações das Mulheres e dedicar-se, de forma sistemática, na identificação dos problemas, e expectativas que afligem as mulheres e participar activamente nas respectivas soluções, quer seja a nível rural, urbano ou na periferia das cidades.
Sentimos também a força e a vitalidade da mulher angolana, estas mulheres que constituem 52% da nossa população e que o Camarada Presidente João Lourenço está a reconhecer o forte papel que as mulheres desempenham na sociedade. Por isso mesmo, no próximo Congresso do nosso Partido estaremos Fifty Fifty, 50% para homens, 50 % para mulheres, mas vamos trabalhar juntos porque os homens são os nossos parceiros e vamos nos complementar uns aos outros.
Não tenham medo nossos parceiros, nós vamos continuar a trabalhar juntos. Vamos unir a nossa força para ajudarmos Angola a caminhar na rota do desenvolvimento.
Caros camaradas;
Não devemos prescindir da permanente formação, capacitação e desenvolvimento da mulher angolana, os novos desafios requerem uma forte preparação das mulheres, devemos por isso prestar uma especial atenção à nossa capacitação, à nossa formação profissional.
Devemos prestar uma especial atenção às vendedoras ambulantes e dos mercados, mulheres sacrificadas que levam o pão à mesa das suas famílias, devemos respeitar estas mulheres. Já dizia René Dumont que o respeito pelas mulheres não é somente uma obrigação moral, é um imperativo económico, porque as mulheres têm uma prestação importante no desenvolvimento da economia do nosso país.
Uma palavra de apreço às mulheres religiosas que têm estado a dar o seu contributo no resgate dos valores éticos, culturais e morais por via da evangelização Estas mulheres religiosas são verdadeiras guerreiras que, através da Palavra, educam a nossa juventude e educam as nossas populações. 
A OMA deve continuar a ser uma fiel porta-voz das causas da mulher angolana junto do Executivo e da sociedade angolana na busca permanente de apoio das famílias angolanas. 
Uma palavra aos nossos jovens, porque a força de uma nação reside na força da sua juventude. E nós temos a nossa organização juvenil, a JMPLA, que deve continuar a empenhar-se na identificação dos principais problemas e soluções colaborativas com os jovens e com os líderes de associações juvenis e estudantis, sem descurar o contínuo crescimento da sua organização, tendo um controlo estatístico adequado dos seus militantes. 
O MPLA continua aberto à sociedade, aos cidadãos angolanos na árdua tarefa de melhorar o que está bem, corrigir o que mal.
Angola faz-se com todos. Por isso mesmo, o MPLA tem estado a dialogar com a sociedade civil na busca de soluções para os problemas que enfrenta o nosso país. 
Caros camaradas 
As grandes batalhas só são vencidas quando abraçadas com patriotismo, com responsabilidade e com resiliência.
Vencer as próximas eleições constitui, sem dúvida, um desafio do MPLA que vai continuar a apostar na construção de uma Angola cada vez mais desenvolvida, democrática e inclusiva.
Estamos plenamente convencidos que com unidade, coesão e muito trabalho, a estrela do MPLA continuará a brilhar de Cabinda ao Cunene e do mar ao leste e quando assustarem "Já está”. 
O MPLA encarna a força de David, conta com a sabedoria de Salomão e inspira-se na humildade de Maria.
E é com esta esperança em dias melhores, que eu vos desejo saúde e paz e agradeço a vossa atenção.
De Cabinda ao Cunene, um só! 
Viva o MPLA!
VIVA o Camarada Presidente João Lourenço!
JLO SIM. 
Muito obrigada.
Voltar