VP DO MPLA: Discurso proferido por ocasião do encerramento das comemorações do aniversário da JMPLA

PortalMPLA, 23 de NOVEMBRO 19, (SÁBADO) - ÍNTEGRA DO DISCURSO PROFERIDO PELA VICE-PRESIDENTE DO MPLA, CAMARADA LUÍSA DAMIÃO, NO ENCERRAMENTO DAS COMEMORAÇÕES DO ANIVERSÁRIO DA JMPLA, NO MUNICÍPIO DE VIANA EM LUANDA:

CAMARADA PAULO POMBOLO, SECRETÁRIO GERAL DO MPLA E COORDENADOR DO GRUPO DE ACOMPANHAMENTO ÀS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS DO PARTIDO;

CAMARADAS MEMBROS DO SECRETARIADO DO BUREAU POLÍTICO;

CAMARADA SÉRGIO LUTHER RESCOVA JOAQUIM, MEMBRO DO BUREAU POLÍTICO E PRIMEIRO SECRETÁRIO PROVINCIAL DE LUANDA DO MPLA;

CAMARADA CRISPINIANO DOS SANTOS, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL E 1o SECRETÁRIO NACIONAL DA JMPLA;

CAMARADAS MEMBROS DO COMITÉ CENTRAL;

CAMARADAS MEMBROS DA COMISSÃO EXECUTIVA DO COMITÉ PROVINCIAL DO MPLA;

CAMARADAS MEMBROS DO SECRETARIADO NACIONAL DA JMPLA;

CAMARADAS MEMBROS DO COMITÉ NACIONAL DA JMPLA;

CAMARADA HEMINGARDA FERNANDES, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL E 1a SECRETÁRIA PROVINCIAL DE LUANDA DA JMPLA;

CAMARADAS MEMBROS DO SECRETARIADO PROVINCIAL DA JMPLA;

CAMARADAS MILITANTES DA JMPLA;

QUERIDAS CAMARADAS DA OMA, CAROS JOVENS;

Quero transmitir a todas e todos jovens militantes, simpatizantes e amigos da JMPLA de Cabinda ao Cunene um abraço forte e patriótico na comemoração desta memorável data.

Bom dia. Hoje é um dia muito especial para a JMPLA, organização juvenil do nosso glorioso MPLA. Comemora-se com alegria e sentido de introspecção os 57 anos do aniversário da fundação da JMPLA, que data desde o longínquo ano de 1962.

Neste um grupo de jovens no cumprimento do dever patriótico e no calor da luta de libertação nacional fundou a organização, sob a orientação da Direcção do Partido cujo legado, as gerações actuais de dirigentes, quadros e militantes da JMPLA têm sabido manter, cumprindo de forma resiliente, heróica e inteligente os desafios em cada uma das fases do desenvolvimento do País e da luta político partidária.

O MPLA continua a apostar seriamente na JMPLA, de tal modo que no VII Congresso Extraordinário do Partido, 61% dos membros eleitos ao Comité Central do MPLA são jovens.

Um indicador que mostra claramente a visão estratégica do Partido e do nosso líder, o Camarada João Manuel Gonçalves Lourenço. Isto deve mobilizar as estruturas da JMPLA na contínua identificação de soluções para os inúmeros problemas da juventude, nomeadamente: a educação de boa qualidade, a saúde, o emprego e habitação condigna, a ocupação dos tempos livres, o diálogo em torno dos valores patrióticos, éticos, morais, cívicos e culturais.

CAROS JOVENS;

O VIII Congresso ordinário realizado em Outubro do ano em curso permitiu um maior rejuvenescimento dos órgãos e organismos da JMPLA com a entrada de jovens até 35 anos de idade, tornando mais forte e mais rica em termos de talentos.

Esses cérebros jovens devem ser bem aproveitados para tornar cada vez mais atraente e interventiva a JMPLA no seio dos jovens. Acolham sempre com humildade a experiência daqueles que vos antecederam, mas nunca percam de vista, a vossa capacidade de criar e inovar na resolução dos problemas do País.

Neste sentido o Camarada Presidente João Lourenço no seu discurso de abertura do VIII Congresso Ordinário frisou e eu cito “ A nova direcção que sair deste Congresso terá muitos desafios, que passam por contribuir na materialização do Programa do MPLA sufragado nas eleições gerais de 2017, no que diz respeito à resolução dos problemas da juventude angolana, por via da implementação das políticas públicas e na busca de outras sinergias que a JMPLA deve saber mobilizar usando o talento, a criatividade e o sentido de inovação".

O Vosso Congresso Ordinário permitiu ainda a aprovação de documentos orientadores com destaque para o Plano Programático, documento importante para a vida da JMPLA bem concebido e que vai de encontro aos novos desafios do presente e do futuro.

Sobre o Plano Programático impõe-se a necessidade de juntarem todas as sinergias e inteligências necessárias associadas a jovialidade, criatividade e resiliência para a execução do mesmo. Recordem-se sempre do provérbio segundo o qual “se quiseres chegar depressa, caminha sozinho, mas se quiseres chegar longe, vai sempre acompanhado”.

Chamo a colação este provérbio para ilustrar a importância da unidade e coesão no nosso seio. Unidos seremos sempre mais fortes e caminharemos na senda de muitas conquistas e vitórias.

CAROS CAMARADAS,

Os jovens são activos importantes para o desenvolvimento de qualquer sociedade e agentes fundamentais para as transformações políticas, do crescimento económico e social, bem como da inovação tecnológica.

Continuem a olhar para o futuro com confiança e procurem sempre uma oportunidade para com determinação e dedicação realizarem os vossos sonhos. Hoje, com o advento das novas tecnologias digitais, a juventude angolana passou a ter acesso a uma nova forma de interpretar a realidade, mudou a forma de consumir a mídia.

Além de atraírem os jovens, transformaram-se em verdadeiros laboratórios de inovação e criação, e estão a causar uma grande ruptura aos modelos tradicionais. Nesta realidade, os jovens da JMPLA devem reforçar a sua presença nas redes sociais, promovendo boas práticas e aproveitando obviamente para o trabalho de mobilização da juventude para tirar uma melhor vantagens das redes sociais.

Deve-se estimular um amplo processo de diálogo construtivo sobre os valores que definem a nossa cultura. Devemos pensar global sim, o que é inevitável nesta nova realidade, mas é importante agirmos localmente. O diálogo de jovens para jovens é frutífero. Porque falam a mesma língua, sentem na maioria dos casos, os mesmos problemas e vivem com intensidade o anseio de uma vida melhor.

Neste sentido, a JMPLA deve continuar a melhorar cada vez mais a sua intervenção para que, os jovens tenham oportunidade de participar na vida cívica através do voluntariado, do trabalho patriótico, nas campanhas contra a sinistralidade rodoviária e na ocupação dos tempos livres da juventude com actividades sócio-culturais e desportivas.

Devemos continuar a prestar especial atenção ao reforço do empreendedorismo, a promoção do auto-emprego, ao estabelecimento de pontes de diálogo com outras associações e grupos de jovens, a questão do incentivo ao estudo e da aprendizagem.

Apelo a que continuem a materializar a ideia dos cursos preparatórios para os jovens que têm sido promovidos pela JMPLA para além de outras actividades no sentido de incentivar ao estudo e ao mérito.

Incentivem os jovens a abraçarem o programa promovido pelo Executivo angolano que consiste no envio anual de 300 licenciados com elevado desempenho e mérito académico para as melhores universidades do mundo. Estas e outras acções têm de ser mais potencializadas e divulgadas no seio da juventude.

Quero aproveitar esta soberana ocasião para exortar a JMPLA a contribuir na participação activa da juventude nos espaços de diálogo e de tomada de decisão desenvolvendo espaços de debate sobre os problemas que dizem respeito e afectam os jovens em questões, como a educação, a protecção social, saúde reprodutiva, educação ambiental, o auto-emprego, o sonho da casa própria e a solidariedade.

Sobre a solidariedade queremos relembrar-vos o desafio do Camarada Presidente João Lourenço na sua intervenção de abertura ao VIII Congresso Ordinário da JMPLA quando disse, e eu cito ” Permitam-me ainda desafiar a JMPLA no sentido de mobilizar os jovens angolanos a se juntarem à campanha de solidariedade que o Executivo angolano, a sociedade civil, empresários e entidades e instituições estrangeiras, vêm promovendo na mobilização de bens para acudir as populações do sul e sudeste de Angola, atingidas por uma seca severa”.

Finalmente, quero desejar e estender um abraço patriótico aos 300 jovens que acabam de entrar para a JMPLA nesta data que marcam os 57 anos do aniversário da maior organização juvenil política do País, que é o viveiro de quadros do glorioso MPLA.

Permitam-me terminar com as palavras do Camarada Presidente João Lourenço quando referiu e eu cito, “Angola precisa de jovens saudáveis, bem preparados e com elevado espírito empreendedor, capazes de, com o seu trabalho e a sua iniciativa, ajudar Angola a crescer e a transformar-se num país onde, pelas condições favoráveis criadas, valha a pena viver“. Fim de citação.

VIVA A JMPLA

ESTUDO, PRODUÇÃO E PROGRESSO

JMPLA- PELA CIDADANIA E PELO PROGRESSO,CONSTRUAMOS UM FUTURO MELHOR-

VIVA OS JOVENS ORGANIZADOS

AGRADEÇO A VOSSA ESPECIAL ATENÇÃO.

/www.mpla.ao

Veja todas as notícias