PROGRAMA DE GOVERNO: Bem-estar dos angolanos é a maior aposta

O MPLA vai melhorar o que está bem e corrigir o que está mal.

Luanda, 09 MAIO 17 (3ª FEIRA) – Promover o bem-estar dos angolanos é um dos temas candentes do Programa de Governo do MPLA, para o período 2017/2022, que será apresentado ao povo angolano, nesta quarta-feira (10).

Com 76 páginas, o documento sintetiza as acções preconizadas pelo Partido ao longo dos próximos cinco anos. Com capa colorida a vermelho, amarelo e preto, o livro destaca o principal lema da campanha eleitoral de 2017: “Melhorar o que está bem, Corrigir o que está mal”.

Com nove capítulos, o programa apresenta propostas para o desenvolvimento económico e o bem-estar do povo angolano, assim como garante a reforma do Estado, a boa governação e o combate à corrupção.

No capítulo dedicado à promoção do desenvolvimento humano e ao bem-estar dos angolanos, realça, também, a inclusão económica e social das populações. Neste sector, o cidadão e as famílias angolanas são apontados como o primeiro e o mais importante activo do País. Por isso, o Partido vai apostar na melhoria das suas condições de vida, “que é a condição primária para um país próspero”.

O MPLA considera que as políticas económicas não fazem qualquer sentido se não contribuírem para o aumento do bem-estar e da qualidade de vida do povo angolano. Concebe, igualmente, mais oportunidades para os jovens e maior protecção e valorização do papel dos idosos, da criança e para a promoção da família.

No capítulo do desenvolvimento humano e do bem-estar das famílias angolanas, o MPLA vai dedicar a próxima legislatura à definição de uma Política Nacional da População, à protecção dos grupos mais vulneráveis e a sua reintegração social e produtiva.

Consta ainda do programa, a melhoria do bem-estar dos antigos combatentes e o apoio à reintegração social e económica dos ex-militares, assim como a redução das assimetrias sociais e a erradicação da fome.

Portal/MPLA/JC/JN

Veja todas as notícias