OPINIÃO: Paz, compromisso sagrado do MPLA – Fernando Jaime

Se alguém tentar pô-la em perigo, sentirá a ira dos 25 milhões de angolanos.

Luanda, 29 JULHO 17 (SÁBADO) – O candidato do MPLA a Presidente da República de Angola, que esteve neste sábado, 29, na província da Huíla, na sua acção imparável, de conquista dos corações dos angolanos, disse, de forma inequívoca, que o grande compromisso do Partido, depois da vitória nas eleições de 23 de Agosto, será o de manter a paz, a reconciliação nacional e a democracia em Angola.

E deixou um recado claro aos vende-pátria: “Se alguém tentar pôr em perigo esses três pressupostos essenciais, que determinam a garantia do desenvolvimento do País, vai sentir a ira dos 25 milhões de cidadãos, que representam o mosaico angolano”.

Os opositores ao MPLA, que terão acompanhado esse comício, certamente que se assustaram, porque, de acto em acto, a mole de gente cresce espectacularmente, numa clara demonstração, de que não se trata de nenhum sofisma. Está provado que o MPLA é o povo e o povo é o MPLA.

O candidato do povo e da juventude angolana não deixou margem para dúvidas, quando afirmou que “preservar a paz é, também, uma forma de salvaguardar o investimento estrageiro, porque é necessário criar um clima de harmonia, para que possamos elevar o nível da nossa economia, pressuposto essencial que vai ditar o desenvolvimento de Angola”.

Com essa cadência do nosso candidato, fica cada vez mais evidente que a nossa vitória é inquestionável. Oxalá que, desta vez, a oposição saiba aceitar e reconhecer que o MPLA nasceu para vencer e não para ser vencido.

PortalMPLA/FJ/AB

Veja todas as notícias