OPINIÃO: JMPLA, a escola de homens - José Maria Jamba*

“Ela é o viveiro dos militantes do MPLA e de todos os cidadãos comprometidos com a causa da Pátria angolana, de Cabinda ao Cunene”.

 

Luanda, 24 NOVEMBRO 17 (6ª FEIRA) – Há 55 anos, na cidade de Kinshasa, actual República Democrática do Congo, nascia a organização juvenil, cujo nome é JMPLA ou seja Juventude  do Movimento Popular de Libertação de Angola.

Uma organização juvenil que se mostrou sempre dinâmica ao longo dos 55 anos de existência e que se tem afirmado cada vez mais no contexto do Mundo actual, adaptando-se à realidade do momento.

Hoje é um orgulho para o País o contributo que a JMPLA vem dando, no que tange à defesa dos ideais da Pátria, mormente a integridade territorial, a unidade da Nação e a reconciliação nacional.

A JMPLA vem contribuindo, igualmente, na formação política, patriótica e ideológica dos seus militantes, bem como na educação da juventude em geral, no resgate dos valores cívicos, éticos e morais, assim como contribuindo para a elevação da qualidade dos actos de cidadania, que orgulham cada vez mais Angola, a nossa Pátria.

A JMPLA é, sem dúvidas, uma excelente escola, onde os jovens aprendem a iniciação da vida e da cidadania e onde os homens se fortalecem, para enfrentar o Mundo sem rodeios. 

Ela é o viveiro dos militantes do MPLA e de todos os cidadãos comprometidos com a causa da Pátria angolana, de Cabinda ao Cunene.

Desejo a todos os militantes e dirigentes da nossa organização juvenil, votos de muita saúde, paz e prosperidade, rumo a uma Angola desenvolvida.

Bem-haja à nossa JMPLA.

*Antigo dirigente da organização juvenil do MPLA

PortalMPLA/JMJ/AB

Veja todas as notícias