MPLA no Parlamento: Declaração de voto sobre Resolução da Assembleia Nacional

“A UNITA votou contra esta Resolução e isso não nos estranha, porque ela (a Resolução) condena o terrorismo”. – Virgílio de Fontes Pereira (foto) – 18.11.15.

 

Luanda, 19 NOVEMBRO 15 (5ª FEIRA) – “Nós, também, vamos fazer a nossa curta Declaração de Voto, para trazer aqui três ou quatro notas simples.

Para dizer que a nossa defesa, pela aprovação dessa Resolução, deve-se à coerência dos princípios que defendemos, nomeadamente, os princípios da soberania, da independência e da paz e que devem ser os norteadores da postura de quem quer ter sentido de Estado.

Quando se fala que se põe em causa a soberania, nestas circunstâncias é preciso lembrarmos que, na sequência dos recentes ataques à Paris, levantaram-se vozes na Europa, a colocar em causa o Tratado de Schengen e a construção da Nação europeia.

É legítimo que nós, também, perante circunstâncias em que se põe em causa a nossa soberania, tenhamos que fazer apologia da mesma.

Por outro lado, continuamos a defender o Estado de direito e a separação de poderes, como princípios estruturantes do nosso Estado.

E não podemos ceder à chantagem de, em alguns casos, como se reparou nas declarações políticas dos partidos políticos da oposição, em que se critica severamente o Presidente da República, por pretensa interferência no Poder Judiciário e, ao mesmo tempo, serem os nossos colegas da oposição a municiarem os detractores do Governo angolano, a pedirem, por fora ou por dentro, que o Presidente da República interviesse no sentido de agilizar os processos judiciais em curso.

Nós tratamos esse assunto sempre com sentido de Estado.

Eu fui, enquanto presidente do Grupo Nacional, ao gabinete do presidente do Parlamento Europeu. Expusemos as nossas razões e, por isso, o que nós fizemos foi contrariar aquela maioria, que valeu para os europeus e que hoje não vale à nossa maioria.

A UNITA votou contra esta Resolução e isso não nos estranha, porque ela (a Resolução) condena o terrorismo”.

PortalMPLA/LD/AB

 

Veja todas as notícias