MPLA no Parlamento (25): Apoio alargado ao empresariado angolano

Deputados felicitaram, nesta quarta-feira (25), em Luanda, o Executivo angolano, pela forma firme e responsável como tem assumido a gestão da economia, na actual conjuntura adversa. Na foto, o presidente do Grupo Parlamentar do Partido, camarada Virgílio de Fontes Pereira, quando apresentava a Declaração Política do MPLA sobre o OGE de 2015, revisto.

 

Luanda, 25 FEVEREIRO 15 (4ª FEIRA) - O MPLA encorajou, nesta quarta-feira (25), em Luanda, o Executivo angolano a ampliar o apoio aos agentes económicos, do segmento das micro, pequenas e médias empresas, que são a base para a aceleração do processo de diversificação da economia, do aumento do emprego e dos rendimentos.  

Ao apresentar a Declaração Política do Partido na plenária da Assembleia Nacional, que debateu o Orçamento Geral do Estado de 2015, revisto, o presidente do Grupo Parlamentar, camarada Virgílio de Fontes Pereira, expressou o apoio inequívoco do MPLA às medidas do Executivo, com vista ao aumento da receita tributária não petrolífera, assim como as correspondentes medidas visando a redução da despesa pública.

Quanto ao cenário fiscal revisto para o ano 2015, a Declaração Política sublinhou o facto de o Executivo angolano, ao nível das despesas por função, continuar a privilegiar o sector social, designadamente, a Educação, a Saúde e a Protecção Social, bem como o sector económico e a Defesa, Segurança e Ordem Pública.

“Apesar dos constrangimentos gerados principalmente pela persistente queda do preço do petróleo no mercado internacional e que se reflectiu, de forma profunda, na economia nacional, continuaremos a registar um ritmo de crescimento positivo, facto que nos impele a felicitar o Executivo angolano, pela forma firme e responsável como tem assumido a gestão da economia nesta conjuntura adversa”, acrescentou.

A 2ª Reunião Plenária Extraordinária da III Sessão Legislativa da III Legislatura foi orientada pelo presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos “Nandó” e teve como ponto único a aprovação, na generalidade, da proposta de lei de revisão do Orçamento Geral do Estado (OGE), para o exercício económico do ano 2015.

PortalMPLA/AB

Fonte: Angop

Veja todas as notícias