MPLA inicia formação política e ideológica aos seus dirigentes

AB

O secretário-geral do MPLA, camarada Dino Matrosse, deu (23), no Complexo Turístico de Belas – Futungo 2, em Luanda, o pontapé de saída para a realização de seminários de formação política e ideológica, destinados aos dirigentes do Partido a todos os níveis. 

Luanda, 24/11 – Há sensivelmente três meses, após a realização das Eleições Gerais de 31 de Agosto, que legitimaram o MPLA para mais um mandato de cinco anos, até 2017, inclusive, o Partido deu, sexta-feira (23), em Luanda, o pontapé de saída para a realização de seminários de formação política e ideológica aos seus dirigentes, a todos os níveis.

A primeira fase foi inaugurada pelo secretário-geral do MPLA, Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”, em representação do Presidente do Partido. Camarada José Eduardo dos Santos.

No acto de abertura deste primeiro seminário, que reuniu cerca de 500 dirigentes, o SG do MPLA recordou que os complexos desafios que se colocam ao Partido, como força dirigente da Nação angolana, exigem o seu permanente fortalecimento, para corresponder às expectativas dos angolanos, nos vários domínios do desenvolvimento do país.

Ao referir que as qualidades, capacidades e a vocação individual dos militantes do Partido são cruciais no desempenho político, o camarada Dino Matrosse sublinhou: “Tal como oportunamente orientou o Presidente José Eduardo dos Santos, o MPLA precisa, em todos os escalões, de uma Direcção esclarecida e dinâmica, que se dedique, com espírito militante e de missão, à resolução dos problemas, à educação política e cívica dos cidadãos e à organização da vida das comunidades”.

Neste sentido, o SG indicou que o processo de formação política e ideológica dos dirigentes, responsáveis, quadros e militantes do MPLA inclui múltiplos aspectos e tarefas interligadas, que determinam o conteúdo, carácter e orientação do sistema do trabalho ideológico.

“Assim sendo, a par da formação cultural, técnica e científica dos seus quadros, o MPLA apreende a componente da sua formação política e ideológica, como uma tarefa de suma importância para o seu desenvolvimento organizacional”, indicou.

Lembrou, ainda, que a formação política permite o exercício da reflexão crítica, reforça a identidade política partidária e contribui para o alinhamento dos valores, das atitudes e comportamentos dos membros do Partido, de acordo com os seus princípios fundamentais e orientação ideológica.

Dino Matrosse explicou que a realização desse seminário representa uma grande viragem e um movimento dinâmico, conducente ao reforço do trabalho político e ideológico a todos os níveis do Partido, em particular nos comités de acção, tornando cada militante mais apto para o cumprimento das obrigações, para o debate de ideias e na disputa político-partidária.

Painéis prelectores

Este primeiro seminários abordou os seguintes temas: “Programa e Estatutos do Partido”, “Constituição”, “Governação” e “Debate Polítco”.

O primeiro painel, dedicado ao “Programa e Estatutos do Partido” (Princípios fundamentais e carácter do MPLA; Orientação Ideológica do Partido), teve como prelector o secretário do Bureau Político do MPLA para a Informação, camarada Rui Falcão Pinto de Andrade.

O segundo painel, sobre a “Constituição” (Princípios fundamentais; Direitos e deveres fundamentais; Organização do poder do Estado; Princípios gerais da Administração Pública e Princípios gerais do poder local), foi animado pelo camarada Bornito de Sousa, membro do Bureau Político do MPLA e ministr da Administração do Território.

O terceiro painel, sob o tema “Governação” (Eixos fundamentais do Programa do Governo e Princípios da probidade pública) teve como prelector do secretário do Bureau Político do Partido para a Política Económica e Social, camarada Manuel Nunes Júnior.

 O quarto e último painel, dedicado ao “Debate Político” (Postura e actuação dos dirigentes e quadros do MPLA; Identificação e actuação junto de organizações políticas e da sociedade civil e Posicionamento perante factos políticos), foi animaqdo pelo secretário do Bureau Político para a Política de Quadros, camarada João Martins “Jú”.

Veja todas as notícias