MPLA defende postura exemplar da JMPLA na sociedade angolana

O vice-presidente do Partido, camarada Roberto de Almeida, disse, sexta-feira (09), em Luanda, que “precisamos de jovens competentes e responsáveis, jovens com educação humanista”.  Na foto, dirigentes da organização juvenil do Partido.

 

Luanda, 09 NOVEMBRO 15 (2ª FEIRA) - O MPLA continua a defender que os dirigentes, quadros e militantes da sua organização juvenil devem assumir uma postura exemplar, colocando os interesses da sociedade acima dos pessoais e combatendo seriamente o carreirismo, o oportunismo, a intriga e o nepotismo.

Esta posição foi reiterada pelo vice-presidente do Partido, camarada Roberto de Almeida, quando abria, sexta-feira (06), em Luanda, a conferência nacional sobre “A juventude e os 40 anos de Independência Nacional”, em que orientou pelo primado do trabalho colectivo e de entreajuda na realização das tarefas, promovendo, por essa via, a unidade e a coesão no seio da JMPLA.

Roberto de Almeida referiu-se ao aumento do sentido de responsabilidade e da consciência política e ideológica da juventude angolana, pelo que se torna cada vez mais imperioso a formação de quadros, a todos os níveis.

“Precisamos de jovens competentes e responsáveis, jovens com educação humanista; que sejam auxiliares na construção do seu pensamento crítico. Precisamos de lideranças juvenis, mas uma liderança ética, forjada na educação, com respeito aos princípios e valores fundamentais”, frisou o dirigente.

A referida conferência, uma promoção do Secretariado Nacional da JMPLA, foi repartida em três painéis, designadamente, sobre “O contributo da juventude nas várias etapas do processo político e na consolidação do Estado democrático de direito”, sobre o “Empreendedorismo juvenil e os desafios da diversificação da economia nacional” e sobre “A afirmação de Angola no contexto regional e mundial”.

O primeiro painel foi orientado pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, o segundo pelo secretário do Bureau Político do MPLA para a Política Económica e Social, Manuel Nunes Júnior e o terceiro pela secretária de Estado do Ministério das Relações Exteriores, Ângela Bragança.

PortalMPLA/ER/AB

Foto: DDS

 

 

Veja todas as notícias