Morte do camarada Lúcio Lara consterna militantes na Suíça

Na missiva são destacadas as qualidades do nacionalista e consequente militante do MPLA que foi o camarada Lúcio Lara.

 

Luanda, 1 MARÇO 16 (3ªFEIRA) – O passamento físico do camarada

Lúcio Rodrigo Leite Barreto de Lara, ocorrido no dia 27 de Fevereiro, em Luanda, por doença, deixou consternado o Comité do MPLA da Comunidade Angolana na Suíça, conforme expressa esta estrutura em nota de condolências.

 

Distribuído ao PortalMPLA, em Luanda, o referido documento realça as qualidades do camarada Lúcio Lara, enquanto nacionalista angolano e militante consequente do MPLA que libertou os angolanos, de Cabinda ao Cunene e do mar ao Leste, do jugo colonial.

 

A fonte destaca igualmente as qualidades de conselheiro, particularmente da juventude, que foi o camarada Lúcio Lara, “um destacado membro do Partido, um verdadeiro conselheiro e apoiante das camadas mais vulneráveis”.

 

“A morte do camarada Lúcio Lara (Tchiweka) como era carinhosamente chamado, deixa um enorme vazio no seio do nosso Partido, onde sempre contribuiu com o seu saber, competência, dedicação, talento e profissionalismo para o engrandecimento do MPLA”, enfatiza o documento assinado pelo camarada George Carlos, primeiro-secretário deste órgão local do MPLA.

 

Datada de sábado, 27/2, a mensagem da Comunidade do MPLA na Suíça rende homenagem e “inclina-se perante a memória de tão grande e ilustre camarada, e endereça, em nome de todos militantes, simpatizantes e amigos do MPLA na Suíça, ao Secretariado do Bureau Politico-DOM/CC, e à Família enlutada sentidas condolências”.

 

PortalMPLA/CCAS/DM

Veja todas as notícias