MENSAGEM DE CONDOLÊNCIAS PELO FALECIMENTO DO JORNALISTA EDGAR DE SOUSA MARQUES CUNHA

DEPARTAMENTO DE INFORMAÇÃO E PROPAGANDA DO COMITÉ CENTRAL

MENSAGEM DE CONDOLÊNCIAS PELO FALECIMENTO DO JORNALISTA EDGAR DE SOUSA MARQUES CUNHA

Foi com imenso pesar que o Departamento de Informação e Propaganda do Comité Central do MPLA tomou conhecimento do falecimento do jornalista da Televisão Pública de Angola, EDGAR CUNHA, ocorrido na manhã desta quarta-feira, 5 de Agosto de 2020, em Lisboa, vítima de doença, aos 58 anos de idade. 

EDGAR CUNHA  notabilizou-se  na realização de reportagens de actividades presidenciais dentro e fora do país, bem como na apresentação dos serviços noticiosos da TPA, onde ingressou em Abril de 1988.

Integrante do grupo dos primeiros licenciados em Comunicação Social formados em Angola, EDGAR CUNHA teve passagem como locutor, redactor e repórter na Rádio Nacional de Angola entre 1987 e 1988, e serviu também a diplomacia angolana exercendo a função de Adido de Imprensa na Embaixada de Angola na República de Cuba, para além de ter trabalhado para a RTP-ÁFRICA.

A morte de EDGAR CUNHA representa a perda de um jornalista exemplar, dedicado, dos mais talentosos profissionais de televisão, em particular, e da comunicação social em geral, facto que enluta não somente os seus familiares e amigos, mas toda a classe jornalística angolana.

Neste momento de dor e de luto, o Departamento de Informação e Propagada do MPLA curva-se perante a sua memória e endereça à família enlutada, sentidas condolências.

MPLA - MELHORAR O QUE ESTÁ BEM, CORRIGIR O QUE ESTÁ MAL
A LUTA CONTINUA
A VITÓRIA É CERTA.
LUANDA, AOS 05 DE AGOSTO DE 2020.

Veja todas as notícias