Luanda: OMA defende respeito a integração da Mulher jovem

A secretária provincial de Luanda da OMA, camarada Eulália Rocha (foto), defendeu na 2ª feira (10) a necessidade de respeito, no processo orgânico da organização, do princípio da renovação e da continuidade.
 
Luanda, 12 AGOSTO 15 (4ª FEIRA) – A secretária provincial de Luanda da OMA, camarada Eulália Rocha, afirmou na 2ª feira (10) que no processo orgânico da organização “deve-se sempre respeitar o princípio da renovação e da continuidade, tendo-se em linha de conta a integração da mulher jovem”.
Eulália Rocha (foto) que falava na 3ª Reunião Extraordinária deste órgão do Partido, realizada em Luanda, realçou igualmente a importância de se trabalhar sempre na vertente qualidade, no sentido de permitir que a mulher esteja sempre inserida em todos os processos do país, em função da sua formação e profissionalismo.
A respeito, reafirmou o apoio da organização feminina do Partido à direcção do MPLA e ao Camarada Presidente José Eduardo dos Santos “que se tem empenhado na promoção de políticas públicas a favor das mulheres”.
Referiu que a elevação da cifra feminina em 40 por cento nos órgãos de direcção do Partido “aumenta cada vez mais a nossa responsabilidade, no sentido de continuarmos a imprimir maior dinamismo, tanto nos desafios que se colocam a nossa organização, assim como ao Partido na defesa dos direitos da mulher e dos objectivos do desenvolvimento sustentável”.
Segundo indicou, as acções que antecedem o 6º Congresso Ordinário da OMA, a realizar-se de dois a cinco de Março do próximo ano, na capital do país, devem ser desencadeadas de modo a fortalecer a capacidade de intervenção da mulher aos vários níveis, com vista a aumentar a consciência política e ideológica.
A 3ª Reunião Extraordinária deste órgão do Partido decidiu realizar a sua 9ª Assembleia Ordinária de Balanço e Renovação de Mandatos a 29 de Janeiro do próximo.
PortalMPLA/ER/DM
 

Veja todas as notícias