Luanda: MPLA homenageia viúvas de Icolo e Bengo

A actividade decorreu (16) na comuna de Cassoneca

Cassoneca (Icolo e Bengo), 18 Abril 13 - O Comité Municipal do Icolo e Bengo do MPLA homenageou (16) as viúvas da comuna de Cassoneca, cujos maridos, nacionalistas, foram assassinados pelo colonialismo português, durante o período da luta de libertação nacional.   

Ao usar da palavra, no acto de homenagem, o primeiro-secretário do Comité Municipal de Icolo e Bengo do MPLA, camarada Luís Adão Vicente, frisou que o Partido vai continuar a realizar actividades semelhantes e com conteúdos diferentes, noutras localidades desse município, porque reconhece ser essa uma região histórica, na luta pela conquista da independência nacional de Angola.

Aquele dirigente explicou que a realização do acto visou, tão-somente, homenagear as viúvas de cidadãos que, directa ou indirectamente, lutaram para a independência de Angola e para o alcance da Paz definitiva no país.

Adão Vicente realçou o facto de, na região do Icolo e Bengo, terem nascido nacionalistas que integraram o célebre Processo dos 50 e a insurreição do 04 de Fevereiro de 1961, bem como o Fundador da Nação Angolana, o saudoso Camarada Presidente Agostinho Neto.

No acto, em que as viúvas receberam, como oferta, bens diversos, a coordenadora do Grupo de Acompanhamento do Comité Provincial de Luanda do MPLA ao município de Icolo e Bengo, camarada Maria Catarina Beua, exortou as organizações de base do Partido, da JMPLA e da OMA para desenvolverem um trabalho, para uma maior mobilização dos jovens e das mulheres, para a sua inserção nos programas de desenvolvimento socioeconómico concebidos pelo Executivo.

PortalÉME/ADS/AB

Veja todas as notícias