JOÃO LOURENÇO: “Nambuangongo não está esquecido”

O Candidato do MPLA declarou à Imprensa, nesta 6ª feira (09), que “devemos muito a nossa liberdade às populações desta região”.

Muxaluando, 09 JUNHO 17 (6ª FEIRA) - A história das gerações passadas devem ser contadas aos mais novos, para que eles conheçam o sacrifício que se fez, para se alcançar a Independência do país.

Estas considerações são do Camarada João Lourenço, à margem do acto de entrega de ofertas a representantes da sociedade civil, em Nambuangongo, província do Bengo.

“Precisamos de contar quantas vezes forem necessárias, para que as gerações vindouras dêem importância ao sacrifício que os nossos antepassados fizeram para que se conseguisse alcançar a paz e um país independente”, frisou.

O candidato do MPLA a Presidente da República de Angola realçou que a sua presença nesse município, não só demonstra que Nambuangongo não está esquecido, mas, sobretudo, que se deve tudo fazer no sentido de não deixar morrer a história.

“Nambuangongo é muito importante do ponto de vista histórico, por ser o berço da resistência da luta do povo angolano contra o colonialismo português. Por isso, vim até aqui para recordar os eleitores que tudo começou aqui e devemos muito a nossa liberdade às populações desta região”, disse.

João Lourenço sublinhou que Bengo, embora muito próxima da capital do País, é uma província que merece uma atenção particular, pois, não cresceu tanto quanto seria o desejado, mas que ainda há tempo de o fazer.

PortalMPLA/RF/AB Foto: DDS

Veja todas as notícias