JMPLA celebra 58 anos de existência

Comemora-se hoje (23.11), o 58º aniversário da Fundação da JMPLA, organização juvenil do MPLA, emergida durante a primeira Guerra de Libertação Nacional, e que tem uma história e percurso intrinsecamente ligados à juventude angolana, de modo geral. 

Desde os seus primórdios, a JMPLA sempre manifestou-se como uma organização forte e dinâmica, com olhar mobilizador dos jovens para a causa da luta de libertação nacional, razão mais que suficiente para que seja adjectivada como a mais patriótica representatividade da força motriz da sociedade angolana, que é a juventude.

Os seus mentores sempre assumiram uma cultura destemida, de profunda entrega pela causa dos angolanos e de Angola, lutando até a exaustão, em muitos casos, pagando com a morte, como o exemplo do seu patrono, Comandante Hoji Ya Henda,  que tombou heroicamente no dia 14 de Abril de 1968, em combate no Quartel de Karipande, contando apenas de 26 anos de idade.

Caracterizada pela expressão de um olhar profundo à educação moral e política dos jovens na guerrilha, a JMPLA avocou para sí, meritoriamente, a matriz de ser o viveiro do MPLA, ornamentando as suas acções na entrega e participação da juventude nas mais nobres causas do povo angolano.

Nesta perspectiva, tem elevado sentido aferir que o heroísmo dos jovens travou a invasão ao nosso País por forças estrangeiras e durante a segunda Guerra de Libertação Nacional, e que ela constituiu a base segura para a vitória e, maior da história de Angola, no caso a Independência Nacional, proclamada aos 11 de Novembro de 1975. 

No ano de 1976, por decisão do Partido, a JMPLA transformou-se de organização de massas para organismo juvenil do Partido, sendo que hoje está estruturada e implantada em todo o País, comprometida em trabalhar para a difusão dos ideais do MPLA, da Paz e da Reconciliação Nacional, com vista a transformação de Angola numa sociedade justa, inclusiva e desenvolvida.

A JMPLA está a celebrar o 58º aniversário num momento de crise e incertezas motivadas, dentre vários factores conjunturais, pelo surgimento do novo coronavírus, que devem ser interpretadas como desafiadores, que exige muito sacrifício, compreensão e coragem de todos, sem excepção. 

Soa o apelo sentido de que a Juventude do MPLA em particular e a Juventude angolana de uma maneira geral, seja solidária, esteja unida e comprometida com os esforços empreendidos pelo Camarada Presidente João Lourenço, que se tem revelado um líder corajoso, que diante das dificuldades que assolam o mundo e o nosso País em particular, luta para a melhoria do bem-estar dos cidadãos, independentemente da sua natureza política, religiosa ou cultural. 
Bem-haja, JMPLA.

Veja todas as notícias