Janira Almada: “Unidos por laços históricos de amizade e de fraternidade”

A Presidente do PAICV declarou, nesta segunda-feira (30), em Luanda, que, “apesar de as relações serem excelentes, é importante que continuemos a trabalhar para reforçá-las e consolidá-las, tendo em vista o papel que Angola desempenha no nosso continente”.

 

Luanda, 30 NOVEMBRO 15 (2ª FEIRA) – A Presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, na foto, rememorou, nesta segunda-feira (30), em Luanda, que o seu partido e o MPLA estão “unidos por laços históricos de amizade e de fraternidade”, com um percurso similar ao da Luta de Libertação dos respectivos povos e países.

Em declarações à Imprensa, na Sede Nacional do MPLA, logo após o encontro de trabalho interpartidário, a dirigente cabo-verdiana referiu que o mesmo enquadrou-se numa perspectiva do reforço da cooperação e do intercâmbio de experiências, num momento em que o PAICV passou por eleições internas, no final de 2014 e teve o seu Congresso este ano.

“Entendemos que, apesar de as relações serem excelentes, é importante que continuemos a trabalhar para reforçá-las e consolidá-las, tendo em vista o papel que Angola desempenha no nosso continente”, sublinhou.

Por outro lado, Janira Hopffer Almada indicou que, enquanto candidata à primeira-ministra de Cabo-Verde, nas eleições aprazadas para 2016, a sua vinda a Angola tem como propósito apresentar, à comunidade cabo-verdiana local, as perspectivas de novos horizontes, que têm a ver com as propostas para a diáspora e a integração económica regional do país.

“Enfim, estaremos a socializar com os cabo-verdianos em Angola as nossas propostas para os próximos tempos, tendo em vista a necessidade de continuarmos o processo de transformação económica e social de Cabo-Verde, que tem sido levado a cabo nos últimos 15 anos pela maioria do PAICV”, pontualizou.

PortalMPLA/AB

 

 

Veja todas as notícias