INTERNACIONAL SOCIALISTA: MPLA aborda conjuntura mundial complexa

O camarada Dino Matrosse, na foto ao centro, defendeu, 4ª feira (21), em Nova-Iorque, que as soluções globais não podem ser tratadas unilateralmente.

Nova-Iorque, 22 SETEMBRO 16 (5ª FEIRA) - O secretário do Bureau Político do Comité Central do MPLA para as Relações Internacionais, camarada Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”, na foto ao centro, declarou, quarta-feira (21), em Nova-Iorque, que a actual conjuntura internacional “apresenta-se cada vez mais complexa, mais preocupante, com uma multiplicidade de desafios”, cujas soluções não podem ser tratadas unilateralmente.

O dirigente angolano dissertava na Reunião Anual da Presidência da Internacional Socialista, que se realizou, nesse dia, na Sede da Organização das Nações Unidas. Para fundamentar a sua afirmação, Dino Matrosse, também vice-presidente da IS, recorreu a uma afirmação do Presidente angolano, Camarada José Eduardo dos Santos, segundo a qual, “vivemos num Mundo em que nenhum país, por maior ou menor que seja, pode resolver, por si só, os seus problemas.

O Homem é um ser gregário por natureza e essa característica reflecte-se, naturalmente, no seio das comunidades humanas e nas relações entre povos e nações. Em maior ou menor grau, precisamos uns dos outros, no espaço global em que vivemos”.

Neste espírito, encorajou a IS a continuar os seus esforços para a contenção dos efeitos da crise económica e financeira mundial, na busca de soluções em prol dos desafios que se colocam ao meio ambiente, na resolução pacífica dos vários conflitos existentes e no combate acérrimo ao terrorismo.

A reunião da Presidência da IS, que contou com a presença da maioria dos seus vice-presidentes, debruçou-se sobre o desempenho da organização, na promoção de uma acção colectiva em prol dos actuais desafios que se colocam à segurança, à democracia e à sustentabilidade, nas distintas partes do Mundo.

PortalMPLA/EMS/AB

Foto: EMS

Veja todas as notícias