Embaixador nos EUA manifesta consternação pela morte do camarada Lúcio Lara

Na mensagem está expresso o reconhecimento ao nacionalista pelos feitos em prol de Angola e dos angolanos, desde os primórdios da luta de libertação nacional.

Luanda, 2 MARÇO 16 (4ªFEIRA) – O embaixador da República de Angola nos Estados Unidos da América, Agostinho Tavares, expressou quarta-feira (2) “profunda dor e consternação”  pela morte, por doença, do nacionalista angolano e militante consequente do MPLA, camarada Lúcio Lara, ocorrido sábado, dia 27 de Fevereiro, em Luanda.

“Nesta hora de tristeza e luto, em nome dos diplomatas e trabalhadores da Embaixada de Angola nos EUA, em Washingto, D.C, Consulados Gerais de Angola em Nova Iorque, Houston, Los Angeles, Representação Comercial e Chancelaria de Defesa, apresentamos ao BP do CC do MPLA e à família as nossas mais sentidas condolências”, escreve o diplomata numa nota endereçada à direcção do Partido.

Na missiva, o embaixador expressa reconhecimento pelo empenho e dedicação pessoais do nacionalista Lúcio Lara, desde o início da luta de libertação para a independência de Angola.

O camarada Lúcio Lara, nascido aos 9 de Abril de 1929, foi um dos primeiros nacionalistas que dedicou a sua juventude, o seu físico, o seu saber, o seu amor, o seu patriotismo, em suma, a sua integridade política e intelectual aos mais nobres anseios do Povo angolano.

PortalMPLA/DIP/DM

Veja todas as notícias