Deputado Julião Teixeira: “Os pais têm uma grande responsabilidade” na família

Intervenção, sexta-feira (20), em Luanda, do parlamentar do MPLA, pelo Círculo Nacional, camarada Julião Francisco Teixeira, na foto, no debate mensal da Assembleia Nacional de Angola, sobre o tema “O papel da família no resgate dos valores éticos, cívicos, culturais e morais”.

 

Luanda, 24 MAIO 16 (3ª FEIRA) - Intervenção, sexta-feira (20), em Luanda, do parlamentar do MPLA, pelo Círculo Nacional, camarada Julião Francisco Teixeira, na foto, no debate mensal da Assembleia Nacional de Angola, sobre o tema “O papel da família no resgate dos valores éticos, cívicos, culturais e morais”:

“Inicialmente, saúdo todas as famílias angolanas, pela passagem do 15 de Maio, dia internacionalmente consagrado às famílias de todo o Mundo.

Congratulo-me com a iniciativa do Grupo Parlamentar do MPLA (meu grupo), em inscrever o presente tema de capital importância, como matéria para debate neste hemiciclo, pois tenho a certeza que as reflexões que daqui produzirmos ajudarão para a materialização das distintas políticas e projectos para a inserção da vasta família multicultural angolana.

Como uma consagração constitucional, o Estado tem procurado cumprir com as suas responsabilidades, em proteger as famílias, com a materialização de políticas públicas, criando mecanismos de inserção destas em projectos que estão a dar mais dignidade às famílias. Só para citar alguns, o Plano de Desenvolvimento da Mulher e o Plano Executivo de Acção sobre a Família, dentre outros.

O trabalho concertado dos diversos sectores do Executivo e da sociedade têm possibilitado a materialização dos programas contidos no Plano Nacional de Desenvolvimento, abrindo oportunidades para as famílias, nas áreas do ensino, do emprego e do empreendedorismo familiar e a sua aplicação, que, não obstante o contexto actual, tem criado estabilidade económica no seio das famílias, contribuindo para o seu empoderamento.

Deve partir do seio das próprias famílias o resgate e a estabilização de valores, pois é a família o alicerce na formação da personalidade humana.

No entanto, factores exógenos têm influenciado negativamente a educação no seio familiar, principalmente nas crianças, tais como as coisas materiais, o consumismo, o imediatismo, valores maioritariamente veiculados pela televisão e pela internet, abafando os ensinamentos dos seus pais e encarregados de educação.

Os pais têm uma grande responsabilidade, em relação à formação e informação, à cultura e, em geral, dos dados que os filhos recebem e principalmente o que chega às suas casas, pois são essas informações que moldam a percepção do Mundo das coisas dos seus filhos e para que haja sucesso e esperança num amanhã melhor. É importante que haja uma boa orientação e que haja realismo nos seus conteúdos.

Aqui, realça-se a responsabilidade dos pais dentro da família, no processo de desenvolvimento cognitivo dos seus educandos.

Os lares e as escolas devem constituir os pilares da reestruturação das famílias, dependendo daí a estruturação da sociedade e a base do berço da estabilidade familiar”.

PortalMPLA/JT/AB

 

Veja todas as notícias