CUANZA-NORTE: Governo intensifica formação de técnicos médios agrários

O vice-governador, José Quipungo, na foto, encerrou, 5ª feira (12), em Ndalatando, jornadas técnico-científicas.

 

Ndalatando, 13 OUTUBRO 17 (6ª FEIRA) – O Governo angolano vai intensificar a formação de técnicos médios agrários em todo o País, para garantir uma maior e permanente produção de alimentos e a rentabilidade da agricultura.

Com efeito, o vice-governador em exercício da província do Cuanza-Norte, para o Sector Político e Social, camarada José Quipungo, na foto, orientou, quinta-feira (12), em Ndalatando, o acto de encerramento das 4ªs Jornadas Técnico-Científicas, do Instituto Médio Agrário local, que decorreram nos dois dias anteriores.

O Programa de Governo do MPLA, para o quinquénio 2017/2022, indica que a agricultura é uma das alternativas para a diversificação da economia nacional de Angola e para a redução ou supressão das importações de bens alimentares, razão porque a formação dessa classe de técnicos é imprescindível.

O Instituto Médio Agrário do Cuanza-Norte administra os cursos médios de produção vegetal, de recursos florestais e de produção animal e, no corrente ano lectivo, matriculou 500 alunos.

A instituição comporta 17 salas de aulas, cinco laboratórios bem equipados, uma sala de informática, oficinas de mecânica, biblioteca, enfermaria e área administrativa.

A província do Cuanza-Norte localiza-se no interior noroeste de Angola.

PortalMPLA/JC/AB

Veja todas as notícias