CUANZA-NORTE: Breve postal da província – Emília Rita/Carolina Fortes

Os sinais de progresso demonstram que a província caminha para um futuro melhor.

Luanda, 28 ABRIL 17 (6ª FEIRA) – Com 443 mil e 386 habitantes, a província do Cuanza-Norte, localizada a noroeste de Angola, é composta por 10 municípios e 31 comunas.

A sua extensão territorial é de 20 mil e 252 quilómetros quadrados. A sua capital, a cidade de Ndalatando, apresenta hoje um cenário agradável, com ruas asfaltadas, jardins deslumbrantes, infra-estruturas reabilitadas, agências bancárias, dentre outros serviços.

A rede hoteleira e o comércio também registaram avanços assinaláveis. No sector da energia a águas, o Governo angolano fez importantes investimentos, levando estes benefícios para a população.

As terras férteis da província permitem a produção de diversas culturas, com ênfase para o café, que está a ser exportado para a Europa e para os Estados Unidos da América.

A pecuária é outra actividade em franco desenvolvimento, sobretudo no planalto de Camabatela, no município de Ambaca, onde estão a ser implementados diferentes projectos.

No município de Cambambe estão localizadas industrias como a cervejeira EKA e a de processamento de farinha de milho, bem como a barragem de Cambambe, que oferecem oportunidades de emprego aos jovens locais.

Igualmente no Dondo, encontra-se a fábrica têxtil SATEC, completamente reabilitada, que vai entrar em funcionamento brevemente, no quadro da estratégia do Executivo de desenvolvimento da indústria têxtil do País.

Um outro pólo de desenvolvimento industrial está a nascer no município de Lucala, onde estão a ser erguidas diferentes industrias, no âmbito do programa da diversificação da economia.

Os sinais de progresso demonstram que a província caminha para um futuro melhor, fruto do empenho e da dedicação do Executivo liderado pelo MPLA e do trabalho e determinação da sua população.

PortalMPLA/ER/CF/AB

Veja todas as notícias