Cuando-Cubango: Ex-dirigente da UNITA ingressa na OMA

Beatriz Enoque expressou, quinta-feira (25), em Menongue, o seu total apoio ao Camarada Presidente José Eduardo dos Santos, ao MPLA e às instituições democráticas de Angola. 

 

Menongue, 26 JULHO 13 – Uma antiga dirigente da UNITA, Beatriz Enoque, de 49 anos de idade, ingressou, quinta-feira (25), na cidade de Menongue, nas fileiras da OMA, organização feminina do MPLA.

Na cerimónia de ingresso, a nova militante afirmou ter aderido ao MPLA, por este, com base nos seus princípios e fiel às tradições de luta do povo angolano, pugnar pela construção e afirmação de uma sociedade livre e democrática em Angola.

Beatriz Enoque disse ter abandonado, definitivamente, a UNITA, por esta “não conseguir adaptar-se às mudanças da sociedade angolana” e por estar “cansada de aturar mentiras, injustiças, intrigas, perseguições, entre outras maldades, que constituem a tradição” daquele partido, sob a “má direcção” do seu presidente, Isaías Samakuva.

“Desta forma, exprimo o meu total apoio ao Presidente José Eduardo dos Santos, o Pacificador da Nação Angolana, ao MPLA, sob a sua sábia liderança e ímpar condução e aos demais órgãos legais e legítimos de soberania nacional vigentes”, realçou.

Integrada na UNITA há 39 anos, Beatriz Enoque era membro do Comité Provincial do Cuando-Cubango da sua ala feminina e sua representante no Gabinete Municipal Eleitoral do Calai.

PortalMPLA/Angop/AB

Veja todas as notícias