Cuando-Cubango: “Imponente e respeitável”

Menongue, 11 SETEMBRO 13 – Ao inaugurar, terça-feira (10), na cidade de Menongue, a nova estrutura física do Comité Provincial do Cuando-Cubango do MPLA, o vice-presidente do Partido, camarada Roberto de Almeida, qualificou a obra como “imponente e respeitável”, começando, assim, uma nova etapa, no âmbito da acomodação laboral dos dirigentes e quadros.

Roberto de Almeida, que, no mesmo dia, inaugurou, igualmente, a sede do novo Comité Municipal de Menongue do Partido, fez notar a nova estrutura provincial é um novo instrumento de acção, que vai permitir maiores realizações.

“Com estas melhores condições, em 2017 o resultado eleitoral na província deve ser de 5-0 a favor do MPLA. Por isso, temos de começar a trabalhar já. Confiamos na Direcção e nos militantes do Cuando-Cubango”, vaticinou, sendo vivamente aplaudido pelos presentes no auditório da nova sede.

O dirigente, que iniciou a sua alocução transmitindo as saudações do Presidente do Partido, Camarada José Eduardo dos Santos, aos militantes e à população Cuando Cubango, disse que a província cresce dia-a-dia, do ponto de vista económico e social e que, com isso, o MPLA fortalece-se e cria mais raízes.

“De Cabinda ao Cunene, o MPLA soma e segue e queremos continuar a crescer, cumprindo com o que prometemos em 2012. O Executivo está a trabalhar e, no momento certo, vamos balancear a sua acção”, enfatizou.

Integraram a delegação do MPLA, que trabalhou na terça-feira na província do Cuando Cubango, os camaradas Paulo Cassoma e Joana Lina, respectivamente, secretários do Bureau Político para a Política de Quadros e e para a Administração e Finanças e directores de departamentos do Comité Central do Partido.

A nova sede albergou, mesmo no dia da sua inauguração, a primeira reunião do Comité Provincial do Cuando Cubango do MPLA, para analisar, dentre outros aspectos, o movimento de revitalização em curso em todas as estruturas de base do Partido, no país e no estrangeiro.

O Comité Provincial do Cuando-Cubango controla 159 mil e 668 militantes, enquadrados em dois mil e 772 comités de Acção do Partido (CAP), dos quais 833 realizaram já as assembleias, no âmbito do movimento de revitalização.

PortalMPLA/CF/AB

Veja todas as notícias