Condolências do MPLA ao PS de Portugal, pela morte de Almeida Santos

“Com o seu desaparecimento físico, Portugal perde um respeitado intelectual, nacionalista convicto e um dos percursores da democracia” – 19.01.16.

Luanda, 19 JANEIRO 16 (3ª FEIRA) – O vice-presidente do MPLA, camarada Roberto de Almeida, endereçou, nesta terça-feira, 19, uma Mensagem de Condolências à Direcção do Partido Socialista (PS) português, pelo falecimento, ontem, em Lisboa, do seu presidente honorário, Almeida Santos, aos 89 anos de idade, por doença.
Eis o seu teor:
“Ao Dr. António Costa, Secretário-Geral do Partido Socialista, Lisboa
Foi com a mais profunda consternação que tomamos conhecimento do passamento físico do Dr. António de Almeida Santos, um dos fundadores do Partido Socialista de Portugal, militante activo na luta anticolonial.
Figura eminente da política portuguesa, o Dr. António de Almeida Santos contribuiu, de forma decisiva, no processo de descolonização de Angola, que conduziu à proclamação da independência nacional e, posteriormente, no processo de estabelecimento de relações entre Angola e Portugal, assentes no respeito mútuo e na reciprocidade de vantagens.
Com o seu desaparecimento físico, Portugal perde um respeitado intelectual, nacionalista convicto e um dos percursores da democracia.
Neste momento de profunda dor, em nome da Direcção do MPLA, dos seus militantes e simpatizantes, inclinamo-nos diante da memória do Dr. António de Almeida Santos e apresentamos, ao Partido Socialista de Portugal e à família enlutada, as nossas mais sentidas condolências.
Luanda, 19 de Janeiro de 2016.
Roberto Victor de Almeida,
Vice-Presidente do MPLA”.
PortalMPLA/Sede Nacional do Partido

Veja todas as notícias