Antecedentes abusivos

Abuso

O semanário ‘Folha 8’, propriedade de um alto dirigente da CASA-CE e a ‘Rádio Despertar’, da UNITA, ainda não se adaptaram ao jogo democrático que, há já muito tempo, se realiza em Angola.  

 

Luanda, 16 Maio 13 - Já no dia cinco de Janeiro do corrente ano, o Bureau Político do MPLA havia manifestado “a sua indignação e total repulsa, em relação à postura do semanário ‘Folha 8’, que, “reiteradas vezes, expõe, de forma abusiva, a imagem de altos dirigentes do Estado, dando-lhes um tratamento, que extravasa os limites do tolerável, procurando a reacção dos visados, de modo a colocar-se, cobardemente, numa posição de vítima”.

Na altura, o Bureau Político do MPLA deplorou o facto de o semanário ‘Folha 8’, “na sua vã tentativa de protagonismo doentio, esquecer, deliberadamente, que o livre exercício do direito à informação e à liberdade de imprensa tem como limite o respeito pelos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos, direitos estes, de igual forma, protegidos constitucionalmente”.

Nessa mesma ocasião, o BP do Partido havia, também, exortado os órgãos competentes do Estado a assumirem as suas responsabilidades, para que a liberdade de imprensa, constitucionalmente consagrada, não seja usada para atingir, sem qualquer pudor e estimulados por interesses inconfessos dos seus autores, direitos fundamentais dos cidadãos.

PortalMPLA/AB  

Veja todas as notícias