CUANZA-NORTE: OMA cresce a olhos vistos em Ngonguembo

O Comité Municipal da organização feminina do MPLA controla mil e 303 camaradas.

 

Quilombo dos Dembos, 23 NOVEMBRO 17 (5ª FEIRA) – A OMA, organização feminina do MPLA, continua a crescer na província do Cuanza-Norte, designadamente, no município de Ngonguembo, onde, de Junho de 2016 a Outubro de 2017, registou um aumento de 225 novas militantes.

Os dados foram divulgados durante a 3ª Sessão Ordinária do Comité Municipal da Organização da Mulher Angolana, que teve lugar no último fim-de-semana, que fixou o número total de militantes nesta circunscrição em mil e 303 camaradas.

A reunião, que analisou o grau de cumprimento das actividades programadas para o período de Julho do ano passado a Outubro último, foi orientado pela secretária municipal da OMA, camarada Madalena João Paulo, que recomendou mais trabalho de mobilização de novos membros, com particular incidência nas áreas rurais.

Ngonguembo é um dos 10 municípios da província do Cuanza-Norte, a par da Ambaca, Banga, Bolongongo, Cambambe, Cazengo (sede), Golungo-Alto, Lucala, Quiculungo e Samba-Cajú.

Nas Eleições Gerais de 23 de Agosto de 2017, o MPLA venceu por 5/0 no Círculo Provincial do Cuanza-Norte, interior-noroeste de Angola, com 77,54 por cento, dos 117 mil e 614 votos válidos, cabendo-lhe, por isso, o total dos cinco assentos parlamentares.

PortalMPLA/AB

Veja todas as notícias