“Heroínas”, a nova revista da OMA

Revista

A organização feminina do MPLA presta, assim, mais um tributo às mulheres que deram o melhor de si na luta pela Independência Nacional de Angola. Na foto, o Monumento às Heroínas, em Luanda. 

Luanda, 06/03 - No âmbito das actividades alusivas à Jornada Março/Mulher, que decorre durante todo o mês, o Secretariado Executivo Nacional da OMA vai lançar a sua revista oficial, denominada “Heroínas”.

A revista vai retractar as actividades desenvolvidas pela OMA e abordar questões sobre a educação moral e cívica, os direitos humanos e cidadania da mulher e a sua participação no desenvolvimento de Angola.  

Criada, particularmente em reconhecimento às mulheres angolanas que deram o melhor de si na luta pela conquista da Independência Nacional de Angola, em 11 de Novembro de 1975, terá periodicidade trimestral, com uma tiragem de três mil exemplares.

O Secretariado Executivo Nacional da OMA é o organismo permanente de execução das orientações do Comité Nacional da organização feminina do MPLA.

A OMA, recorde-se, completou, a dois de Março corrente, 51 anos de luta, pela efectiva emancipação da mulher angolana.

JF/AB

Veja todas as notícias